08/05/2017

Lourival Cuquinha participa da exposição Emergência, no Galpão Bela Maré, no Rio de Janeiro, RJ

No primeiro sábado do mês de maio (06), o Observatório de Favelas, em colaboração com a Automatica – Produtora de Arte Contemporânea, com o Rua Arquitetos e com a Redes da Maré – Somos Todos Maré, inaugurou o TRAVESSIAS 5. Com o título EMERGÊNCIA, a exposição faz referência tanto à urgência do momento vivido quanto ao surgimento de imagens e gestos que confrontam as forças sociais regressivas que teimam em se manter ativas no Brasil. A mostra ficará no Galpão Bela Maré de 09 de maio até 08 de julho de 2017.

A quinta edição do TRAVESSIAS, com curadoria de Moacir Dos Anjos não tem como objetivo representar, em um espaço expositivo que pertence ao território da Maré, aspectos específicos da complexa vida que ali se desenrola. Fazê-lo sem uma vivência alongada no local seria confirmar a frequente e demasiada pretensão daquele que vem de “fora” para exibir o “outro”, sendo escolha quase sempre fadada ao engano e à falha. Mas, tampouco quer apenas trazer, para um lugar de exposição na favela, expressões artísticas celebradas em outras partes por sua suposta universalidade, aquelas que pretensamente não mostram as marcas do tempo e do lugar em que foram criadas. Fazê-lo seria corroborar certa frivolidade que permeia o campo das artes visuais, além de confirmar, através da arte, expressões sensíveis já conhecidas e assentadas. 

Evitando tanto o que é específico somente a um território como também o que se quer passar por universal, o que se pretende é organizar uma exposição no conjunto de favelas da Maré que confronte questões ou temas que estão ocorrendo, em contextos diversos, no Brasil de agora. Questões ou temas que, sejam novos ou recorrentes, apontam desigualdades sociais extremas e inspiram a criação de formas sensíveis que as desvelam e combatem: racismo e afirmação do orgulho de raça, machismo e feminismos radicais, golpes e insurreições, apagamento e ativação da memória, genocídios étnicos e sobrevivências ancestrais, segregação urbana e reinvenção de cidades, pensamentos binários e o atravessamento de gêneros e afetos. Entre outros vários. 

A exposição, intitulada EMERGÊNCIA, é composta por trabalhos produzidos por 16 artistas de procedências variadas e apresentados em meios diversos. São eles: Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, Clara Ianni, Daniel Lima, Gustavo SperidiãoJaime LaurianoJota MombaçaLais MyrrhaLourival Cuquinha, Mariana Lacerda e Pedro Marques, Marilá DardotPaulo NazarethRegina Parra, Rosana Palazyan e Thiago Martins de Melo. Ao formularem respostas ao que emerge com urgência no país, os trabalhos desses artistas contribuem para a invenção de modos mais críticos e inclusivos de representar o Brasil contemporâneo. 

SERVIÇO
Travessias 5: Emergência – Arte Contemporânea na Maré
Abertura: 06 de maio de 2017 às 17h.
Período: 09 de maio a 08 de julho de 2017.
De terça a sexta das 10h às 17h. 
Sábado das 11h às 17h.

Entrada Gratuita
Endereço: Galpão Bela Maré 
Rua Bittencourt Sampaio, 169, Maré – Entre as passarelas 9 e 10 da Av. Brasil.
Informações: (21) 3105-1148

NOTÍCIAS

2017

2016

November

October

September

July

June

April

March

February

January

2015

December

November

October

September

August

June

May

April

March

January

2014

December

November

August

July

June

May

April