NEWS

June 2019

June, 27

Daniel Arsham trabalha com Kim Jones para DIOR

headerdiorss20-1920x1145

Foto: Jason Lloyd-Evans

 

Em colaboração com o diretor de criação da Dior, Kim Jones, a apresentação da pista da casa contou com esculturas e cenários projetados por Arsham. Também foi apresentada a pista que foi co-projetada pelo artista.

Arsham disse (em entrevista a WWD): “Uma das coisas que tem sido ótimo trabalhar com Kim é realmente sua deferência ao meu trabalho, e pensar em maneiras de permanecer fiel a ele. Eu quero que o público realmente experimente o que eles podem fazer em uma exposição “.

Sob a liderança de Kim Jones, a Dior construiu um nome para si própria em colaboração com artistas como KAWS, Hajime Sorayama e Raymond Pettibon. Com a contribuição de Daniel Arsham, o conjunto parecerá ter sido descoberto a partir de um sítio arqueológico fictício, fazendo referência a muitas das obras do designer. A Dior receberá os convidados em uma sala inspirada no escritório da Christian Dior, que estará repleta de Relíquias do Futuro. Os hóspedes terão acesso ao tão aguardado desfile graças ao seu convite inspirado no Future Relic, projetado por Daniel Arsham, que republica a biografia original de Christian Dior de 1951 como uma capa de couro.

Arsham disse ao WWD: “Não é baseado em nenhum espaço específico. É uma espécie de fusão do estúdio em Paris, sua casa no sul da França, e depois fotos detalhadas de uma imagem particular dele ao telefone, fazendo desenhos ou escrevendo notas em sua mesa.  (…) Nós meio que retiramos esses elementos diferentes, e alguns dos objetos que eu realmente criei como eu, na arte, trabalhavam em uma das minhas peças do elenco. Essas obras também formam um elemento de assinatura dentro da coleção, sendo uma delas um relógio que ainda está fisicamente lá, no ateliê de Paris “.

 

daniel-arsham-dior-homme-dior-men-2020

 

WhatsApp Image 2019-06-27 at 14.21.31

Foto: Adrien Dirand

maxresdefault

 

 

 

June, 21

Vivência com a artista Charlene Bicalho culmina em performance: GAZUA

A artista mineira Charlene Bicalho, propôs, na última quarta-feira (19.06) uma  vivência a partir da poética de seu último trabalho GAZUA | Bará de Porto Alegre (2019).
A atividade foi destinada a interessad_s em diálogos sobre sombras coloniais, transmissão de tecnologias, oralidade, circuitos das artes, gazeios, co-criação e encantamentos.
E passou a integrar a programação da exposição A NOITE NÃO ADORMECERÁ JAMAIS NOS OLHOS NOSSOS | Nacional Trovoa.  A vivência culminou, em uma performance coletiva realizada dia 22.06 (sábado).

IMG_0429 IMG_0445 IMG_0459 IMG_0463 IMG_0536

 

Fotos da vivência: Vermelho

 

IMG_0432 IMG_0457 IMG_0465 IMG_0468

 

Fotos performance: Ana Júlia Vilela

 

Endereço: Rua da Consolação, 3417. São Paulo, SP.

June, 18

Agenda da exposição ‘A noite não adormecerá jamais nos olhos nossos’ conta com vivências, conversas e performances

Confira abaixo a agenda da atual exposição na galeria : A noite não adormecerá jamais nos nossos olhos, do Circuito Trovoa.

WhatsApp Image 2019-06-17 at 15.48.14

 

A galeria está aberta de terça a sexta, das 10h às 19h e no sábado das 11h às 19h.
Rua da Consolação, 3417

June, 08

ALMANDRADE participa da exposição em ÉVORA / PORTUGAL – EXPERIMENTUS: LINHA CLARA

Outlook-thumbnail_ (1)

Gravuras por Almandrade

 

.EXPERIMENTUS – Linha Clara.

Abertura da instalação multimédia com a participação de Almandrade, António Carlos Couvinha, António Gomez, Feliciano de Mira, Ilda Teresa Castro, João Bacelar, Marco Franco, Paulo Bruscky e Pedro Fazenda

 

No âmbito do programa Évora Experimental | EV. EX | 2019 a Oficina do Espírito apresenta:

EXPERIMENTUS: LINHA CLARA

Local: Igreja de S. Vicente
Ideia e Concepção: Feliciano de Mira
Coordenação: Feliciano de Mira e João Bacelar
Proposta: Oficina do Espírito
Organização: Oficina do Espírito; Câmara Municipal de Évora
Apoio inicial: Câmara Municipal de Évora

As escritas experimentais tem-se praticado através da relação entre a poesia escrita, concreta e visual e as artes plásticas, sonoras e performativas, seguindo uma atitude de tensão permanente em relação à normalização canónica, pelo que apresentam um carácter diferenciador nas linguagens artísticas. Esta acção desafia um conjunto de autores a cruzar as suas obras em público envolvendo diversas formas de expressão poética.

 

2019

September

August

July

June

May

April

March

February

January

2018

November

October

September

May

March

2017

2016

November

October

September

July

June

April

March

February

January

2015