21/10/2017

Tulio Pinto realiza performance “Linhas”, no festival Ping, Rio de Janeiro, RJ

Acontece no final de semana dos dias 21 e 22 de outubro, a performance “Linhas”, do artista Túlio Pinto, no festival Ping, em Botafogo, Rio de Janeiro.

Lines | Kromhout Museum

Lines | Kromhout Museum

Realizado pela Cardápio de Ideias e ID Cultural, com curadoria e direção de Tathiana Lopes e direção executiva de Andre Carraro, o Ping propõe uma programação com uma série de palestras e múltiplas experiências através de atividades que estimulam a reflexão, experimentação, troca, sensibilidade, interação, colaboração, conhecimento, criatividade, transformação e interesse comum entre todas as idades.

Para saber mais sobre o festival, clique aqui.

29/08/2017

Túlio Pinto participa de exposição na Fundação Vera Chaves Barcellos, em Viamão, RS

Em setembro, entra em cartaz, na Fundação Vera Chaves Barcellos, a exposição Aã. A àrea externa, que já foi palco de performances e abriga uma obra de Antoni Muntadas, desta vez, será ocupada por diversas obras – algumas delas criadas exclusivamente para a exposição, estabelecendo uma viva interação entre arte e natureza.

Túlio Pinto | Athar 1 | Foto por Anderson Astor

Túlio Pinto | Athar 1 | Foto por Anderson Astor

Aã, expressão que dá titulo à mostra, refere-se ao equilíbrio de duas partes de uma fórmula. A concisão do título tem dupla função: almeja a ideia de síntese, ao mesmo tempo em que busca justapor, em equilíbrio, partes que parecem inicialmente opostas em um sistema: o peso e a leveza; o acaso e a ação consciente; a paisagem e a propriocepção; a clareza e a indefinição. Esta reflexão parte das indagações do duo de artistas Laura Cattani e Munir Klamt – que assinam como Ío –, ao desempenhar o papel de curadores.

Fotografias, litografias, vídeos, pinturas, objetos e instalações de artistas de diferentes gerações e nacionalidades integram Aã. A mostra articula obras do acervo da FVCB com elementos distintos, como peças trazidas de coleções particulares e museus, agentes do ecossistema que cerca a Fundação (cupins, pássaros), e alguns trabalhos desenvolvidos especialmente para a mostra.

Túlio Pinto | Athar 1 (detalhe) | Foto por Anderson Astor

Túlio Pinto | Athar 1 (detalhe) | Foto por Anderson Astor

Conforme os integrantes de Ío: “a proposta curatorial de Aã parte do Torus (ou Toro) – uma figura que corresponde a um espaço topológico homeomorfo ao produto de dois círculos, que funciona como se dobrássemos a realidade – como uma lâmina – e tornássemos conectados pontos que em um universo tridimensional fossem afastados. Conceitualmente, o Torus nos permite entender cada obra que compõe a exposição Aã, assim como a própria área em que esta está inserida, como pontos de passagem, alçapões ou trilhas que se conectam no agenciamento das ideias, no escasso uso cromático, na concisão e na pulsão das formas.”.

Data: Sábado, 02 de setembro de 2017.

Horário: das 11h às 17h

Onde: Fundação Vera Chaves Barcellos – Av. Senador Salgado Filho, 8450| Viamão/RS.

Clique aqui para mais informações.

14/08/2017

Daniel Lannes está entre os 5 ganhadores do 6º Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para Artes Plásticas

Daniel Lannes está entre os 5 ganhadores do 6º Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas, junto com Fernando Lindote, Jaime Lauriano, Pedro Motta e Rochelle Costi, além de Josué Mattos na categoria Curador.

IMG_3799_baixa

Três obras dele participam da mostra que reúne mais de 50 obras dos 20 artistas finalistas, atualmente em cartaz no MUBE em São Paulo, “oferecendo um panorama abrangente e múltiplo de nossa produção. Os 5 artistas indicados pelo júri de premiação realizarão exposições em Brasília, Rio de Janeiro, Fortaleza, Goiânia e Porto Alegre, “contribuindo para o principal objetivo do Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas: valorizar a produção da arte contemporânea brasileira, difundindo-a para todas as regiões do pais, com o intuito de contribuir efetivamente para a formação cultural de diversas parcelas da sociedade brasileira.” (trechos do texto da exposição por Marcus de Lontra Costa).

17/07/2017

Rui Calçada Bastos participa da mostra “O Tempo Inscrito – Memória, Hiato e Projeção”, em Abrantes, Portugal

Acontece até 15 de setembro, a exposição “O Tempo Inscrito – Memória, Hiato e Projeção”. Com curadoria de Sérgio Fazenda Rodrigues, a mostra conta com obras do acervo Figueiredo Rodigues, que inclui peças do artista Rui Bastos Calçada. A exposição está instalada na galeria quARTel, no Lago de Sant’Ana, em Abrantes, Portugal.

Divulgacao

22/06/2017

Felippe Moraes expõe na Universidade de Coimbra, Portugal

Abre nesse próximo sábado, 24 de junho, no Colégio das Artes, da Universidade de Coimbra, Portugal, a exposição Rrevolução, que conta com trabalhos do artista Felippe Moraes. Já no dia 26 de junho, às 14h, acontece a apresentação de seu projeto de tese intitulado “O Sublime na Crise da Razão”. A mostra fica exposta até 31 de outubro de 2017.

 

Rrevolucao_Cartaz_FINAL_web_2

 

Para mais sobre o projeto informações, clique aqui.

15/06/2017

Daniel Lannes abre mostra na Magic Beans gallery, em Berlin, Alemanha

Para o seu primeiro show solo em Berlim, o pintor brasileiro Daniel Lannes (1981) apresenta oito telas em que ele explora um universo de alegorias e clichês imersos na atmosfera de locais coloridos e quentes. As cenas representadas exaltam luxúria, ironia, um pouco de violência, exotismo cínico e relações de poder, enquanto evoca sutilmente o histórico histórico e cultural da cidade do Rio de Janeiro, onde o artista cresceu. Completando 10 anos de prática artística, Lannes foi apontado pela crítica como um dos destaques de sua geração no Brasil. Suas pinturas são inspiradas por diversas referências históricas, bem como imagens banais encontradas em livros antigos, revistas e mídia em geral. O artista abre uma discussão profunda sobre o legado da pintura ocidental e sua herança no Brasil – especialmente a história da arte acadêmica brasileira semeada pela Imperial Fine Arts Academy (Academia Imperial de Belas Artes) fundada em 1816 no Rio, capital da antiga Colônia, Por mestres franceses e estabelecidos ali sob as ordens do rei Dom João VI de Portugal. A mostra fica em exposição até 2 de agosto, na galeria Magic Beans, em Berlin, Alemanha.

DL-invitation

Para mais informações, clique aqui.

01/05/2017

Lourival Cuquinha participa da exposição Emergência, no Galpão Bela Maré, no Rio de Janeiro, RJ

 

276_MG_2400_foto Gabi Carrera_baixa2

No primeiro sábado do mês de maio (06), o Observatório de Favelas, em colaboração com a Automatica – Produtora de Arte Contemporânea, com o Rua Arquitetos e com a Redes da Maré – Somos Todos Maré, inaugurou o TRAVESSIAS 5. Com o título EMERGÊNCIA, a exposição faz referência tanto à urgência do momento vivido quanto ao surgimento de imagens e gestos que confrontam as forças sociais regressivas que teimam em se manter ativas no Brasil. A mostra ficará no Galpão Bela Maré de 09 de maio até 08 de julho de 2017.

A quinta edição do TRAVESSIAS, com curadoria de Moacir Dos Anjos não tem como objetivo representar, em um espaço expositivo que pertence ao território da Maré, aspectos específicos da complexa vida que ali se desenrola. Fazê-lo sem uma vivência alongada no local seria confirmar a frequente e demasiada pretensão daquele que vem de “fora” para exibir o “outro”, sendo escolha quase sempre fadada ao engano e à falha. Mas, tampouco quer apenas trazer, para um lugar de exposição na favela, expressões artísticas celebradas em outras partes por sua suposta universalidade, aquelas que pretensamente não mostram as marcas do tempo e do lugar em que foram criadas. Fazê-lo seria corroborar certa frivolidade que permeia o campo das artes visuais, além de confirmar, através da arte, expressões sensíveis já conhecidas e assentadas. 

Evitando tanto o que é específico somente a um território como também o que se quer passar por universal, o que se pretende é organizar uma exposição no conjunto de favelas da Maré que confronte questões ou temas que estão ocorrendo, em contextos diversos, no Brasil de agora. Questões ou temas que, sejam novos ou recorrentes, apontam desigualdades sociais extremas e inspiram a criação de formas sensíveis que as desvelam e combatem: racismo e afirmação do orgulho de raça, machismo e feminismos radicais, golpes e insurreições, apagamento e ativação da memória, genocídios étnicos e sobrevivências ancestrais, segregação urbana e reinvenção de cidades, pensamentos binários e o atravessamento de gêneros e afetos. Entre outros vários. 

A exposição, intitulada EMERGÊNCIA, é composta por trabalhos produzidos por 16 artistas de procedências variadas e apresentados em meios diversos. São eles: Bárbara Wagner e Benjamin de Burca, Clara Ianni, Daniel Lima, Gustavo SperidiãoJaime LaurianoJota MombaçaLais MyrrhaLourival Cuquinha, Mariana Lacerda e Pedro Marques, Marilá DardotPaulo NazarethRegina Parra, Rosana Palazyan e Thiago Martins de Melo. Ao formularem respostas ao que emerge com urgência no país, os trabalhos desses artistas contribuem para a invenção de modos mais críticos e inclusivos de representar o Brasil contemporâneo. 

SERVIÇO
Travessias 5: Emergência – Arte Contemporânea na Maré
Abertura: 06 de maio de 2017 às 17h.
Período: 09 de maio a 08 de julho de 2017.
De terça a sexta das 10h às 17h. 
Sábado das 11h às 17h.

Entrada Gratuita
Endereço: Galpão Bela Maré 
Rua Bittencourt Sampaio, 169, Maré – Entre as passarelas 9 e 10 da Av. Brasil.
Informações: (21) 3105-1148

21/03/2017

Toby Christian lança livro “Collar”, publicado pela Koenig Books

“Collar”, o segundo livro por Toby Christian, estende sua atração à descrição de objetos no detalhe fino, onde o foco é acentuado com uma ampliação da superfície e da substância. Este livro traça um percurso entre as cidades de São Paulo, Glasgow e Marselha, registrando uma sequência de coisas que Toby visitou, encontrou e colecionou. Essas lembranças, escritas no presente, estabelecem cenas vazias e intrincadas para que um leitor possa habitar. E cuidadosamente avançando através de cada episódio entrelaçado, este livro evoca um colar, adaptado para o leitor.

O lançamento será na Whitechapel Gallery Bookshop, em Londres, no dia 6 de abril de 2017, das 18h às 20h.

Toby Christian, Collar front cover

13/03/2017

Burdeos celebra a editorial histórica de Martha Hellion e Felipe Ehrenberg

A editorial independente Beau Geste Press (BGP), fundada pelos artistas mexicanos Martha Hellion e Felipe Ehrenberg em 1971, protagoniza até 28 de maio de 2017, uma exposição no Museu de Arte Contemporânea de Burdeos, no sul da França.

Felipe_Ehrenberg

Imagem cedida pela Embaixada do México na França.

Para mais informações sobre a exposição, clique aqui.

23/02/2017

Galerias em Debate: Mudanças e Oportunidades é o primeiro encontro profissional no Brasil voltado ao mercado de arte.

Organizado junto ao curador Benjamin Seroussi, o evento espera discutir perspectivas inovadoras com convidados brasileiros e internacionais através de mesas redondas, apresentações, tira-dúvidas e workshops. O evento será realizado pelo Projeto Latitude, ABACT e Apex Brasil, nos dias 27 e 28 de março, no Itaú Cultura.

unnamed

Para mais inscrições no evento e mais informações, clique aqui.

NOTÍCIAS

2017

2016

November

October

September

July

June

April

March

February

January

2015

December

November

October

September

August

June

May

April

March

January

2014

December

November

August

July

June

May